No Pacote Industrial II, os tipos de análises a serem realizadas por tipo de equipamento são discriminados a seguir:

Redutores, mancais: 

  • Aparência e cor
  • Água por crepitação;
  • Espectrometria por ICP;
  • TAN;
  • Viscosidade cinemática a 40°C;
  • Ferrografia Analítica
  • Ferrografia Quantitativa

Compressores: 

  • Aparência e cor
  • Água por Karl Fischer;
  • Espectrometria por ICP;
  • TAN;
  • Viscosidade cinemática a 40°C;
  • Contagem de partículas de acordo com ISO 4406 e NAS 1638, com morfologia das partículas
  • Ferrografia Analítica
  • Ferrografia Quantitativa

Sistemas hidráulicos: 

  • Aparência e cor
  • Água por Karl Fischer;
  • Espectrometria por ICP;
  • TAN;
  • Viscosidade cinemática a 40°C;
  • Contagem de partículas de acordo ISO 4406 e NAS 1638, com morfologia das partículas
  • Ferrografia Analítica
  • Ferrografia Quantitativa

Motores a combustão interna: 

  • Água por crepitação;
  • Espectrometria por ICP;
  • TBN;
  • Viscosidade cinemática a 40 e 100°C;
  • Índice de viscosidade;
  • FTIR (oxidação, nitração, sulfatação, fuligem e glicol)
  • Ferrografia Analítica
  • Ferrografia Quantitativa

Turbinas:

  • Aparência e cor
  • Água por Karl Fischer;
  • Espectrometria por ICP;
  • TAN;
  • Viscosidade cinemática a 40°C;
  • Índice de viscosidade;
  • Contagem de partículas de acordo ISO 4406 e NAS 1638, com morfologia das partículas
  • Ferrografia Analítica
  • Ferrografia Quantitativa